Para começar, vamos deixar uma coisa bem claro aqui…SIM, eu sou uma garota… e SIM, eu curto games.

Agora, respondendo a pergunta. Não é que nós mulheres não gostamos de games. Nós gostamos sim, E MUITO, mas até agora o mercado de games não tinha reparado no grande público feminino. Até bem pouco tempo atrás, toda a atenção estava voltada para meninos adolescentes.

Você sabia que 48% dos jogadores são mulheres? E que 39% dessas jogadoras tem idade acima de 36 anos? Legal né? Mulheres de 18 anos ou mais representam uma parcela significativamente maior da população de jogadores com 36% do que os rapazes de 18 anos ou mais com 17%.

Mesmo sabendo desses números maravilhosos de que nós mulheres estamos no mesmo level dos homens em relação aos jogos, então isso significa que não sofremos mais preconceitos, correto? NÃO, infelizmente essa não é nossa realidade.

Quantas de nós precisamos colocar um nome masculino no nickname para conseguir jogar em paz. Para não ser expulsa do jogo. Para não sofrer piadinhas caso perdêssemos. Para não sofrer assédios caso ganhássemos. Levanta a mão quem já passou por isso? \o/

Pois é, provar a si própria parece fazer parte da rotina da mulher que joga games. Mas tem gente que diz ter a solução: “Isso de preconceito e cantadas acontece e sempre vai acontecer, cabe a nós mulheres saberem se defender e colocar os homens em seus devidos lugares”.

Se jogando somos praticamente a metade dos jogadores no mundo dos games e ainda sofremos preconceitos, imagina quando se fala de mulheres desenvolvendo os jogos? O mundo parece cair né?

Deixa eu te contar uma coisa. Você sabia que por trás de vários jogos mega famosos como o atari, god of war, left 4 dead, Assassin´s Creed, Final Fantasy, Street Fighter…como também nosso amado Mario e Luigi, existiram mulheres que foram de super importância para esses jogos fazerem sucesso? Pois é, esse level fica para outro post!

Agora, me diz uma coisa, tem coisa mais sensacional do que as mulheres tomando conta de espaços que alguns homens acham que pertence somente a eles?

 

É verdade que garotas não gostam de games?
facebooktwitterby feather
The following two tabs change content below.

Tainá Medeiros

Fundadora do Meninas Também Jogam! * Mestre em Sistemas e Computação * Professora do IFRN - Campus Natal Central

3 opiniões sobre “É verdade que garotas não gostam de games?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *